Close

Dicas e novidades

10 de novembro de 2020

Pintura: 5 cuidados ao preparar a superfície

Independente do material a ser pintado (ou repintado) e o processo utilizado, um bom trabalho começa sempre com a correta preparação da superfície. Esta etapa é que vai garantir a durabilidade e perfeito acabamento do serviço, evitando o surgimento de bolhas, descolamento da tinta e o aparecimento de manchas, entre outros problemas.

Veja, abaixo, 5 cuidados importantes antes de iniciar a pintura de uma superfície!

1. Certifique-se de que a área está limpa

Uma superfície limpa e seca, sem a presença de poeira, gordura, sabão e mofo, garante uma boa aderência e cobertura da tinta, evitando que a pintura fique com nervuras, pontos em alto relevo e/ou falhas. Manchas de gordura e graxas devem ser removidas com água e detergente. Já regiões mofadas devem ser limpas com água sanitária e água, na proporção de 1 para 1. Em pintura sobre ferro, a ferrugem deve ser totalmente removida com o auxílio de  lixa ou escova de aço.

2. Elimine descascamentos, trincas, rachaduras e buracos

Na pintura (e repintura) lixar as superfícies é importante para garantir uma boa aderência, além de retirar tintas velhas e partes soltas. Após lixar passe um pano para retirar o pó, espere secar, e a região, seja ela de alvenaria, madeira, aço ou outro material, estará pronta para receber a pintura.

Preparação de parede

Em paredes, partes soltas ou mal aderidas devem ser removidas com a ajuda de lixas, espátulas ou lixadeira. Rachaduras e buracos precisam ser eliminados ou corrigidos com aplicação de massa acrílica, corrida, gesso ou argamassa, de acordo com o recomendado para cada área, de forma a nivelar a superfície. Feito isso, é fundamental retirar o excesso de massa (corrida ou concreto) com auxílio, novamente, de uma lixa ou escova de aço. Superfícies de madeira e metal devem também ser lixadas para eliminar, respectivamente, farpas e ferrugem.

3. Materiais porosos precisam de tratamento especial

Superfícies porosas ou de elevada absorção, como blocos de concreto, gesso e tijolos, por essa característica, precisam de uma demão de fundo reparador para criar uma barreira, diminuindo a absorção e maior gasto de tinta.

4. Verifique se a superfície está seca 

Antes de iniciar a pintura de uma área é preciso esperar que ela esteja totalmente seca, sem umidade. Certifique-se de que os reparos feitos com massa estão secos. Caso perceba alguma infiltração, é necessário localizar as causas e fazer reparos ou a impermeabilização do local. Paredes novas, para que fiquem bem secas, precisam aguardar um prazo mínimo de 28 dias para receber a pintura. Fique atento também para o clima, pois em dias muito úmidos ou chuvosos, a tinta pode demorar para secar ou ainda formar rugas, bolhas e manchas.

5. Prepare os materiais que serão utilizados no preparo e pintura

Pintura de parede

Ao fazer a pintura, seja com pinceis e rolos ou com pistola de pintura, certifique-se de que os equipamentos estão em bom estado de conservação e limpos, evitando danos a sua pintura. Deixe sempre à mão os matérias necessários, para evitar perda de tempo, alguns deles são: rolos de lã ou sintéticos, pincéis, cabo extensor para o rolo, caçamba ou bandeja para a tinta, espátula e escova de aço, desempenadeira, escadalixapanoluvasdetergente, água sanitária, balde com água, e é claro, tinta!

10 de novembro de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *